Eupedia
Eupedia Genetics


Eupedia > Gentica > Projetos de DNA > Projeto regional de DNA da Iberia

Projeto regional de DNA de Espanha e Portugal

English version Version en espaol

Projeto Uma Famlia Um Mundo

O projeto Uma Famlia Um Mundo (One Family One World Project) uma parceria entre Living DNA e Eupedia iniciada em 2017. O projeto visa mapear as variaes genticas regionais do mundo com um grande nvel de detalhe e preciso para melhorar nossa compreenso das migraes recentes e antigas e veja como os seres humanos esto todos conectados uns com os outros como uma grande famlia.

Variaes genticas dentro da Iberia

Contexto histrico

A pennsula ibrica tem uma histria populacional complexa que comeou quando os agricultores do Neoltico do Prximo Oriente chegaram ao longo das costas do Mediterrneo h cerca de 7.500 anos. Eles colonizaram a primeira Catalunha, Mrcia, sul da Andaluzia e Portugal. Levou 1.000 anos para o estilo de vida neoltico para se aprofundar no interior e outros 500 anos para chegar s montanhas das Astrias e da Cantbria. Agricultores neolticos progressivamente misturados com caadores-coletores mesolticos. Na era do Bronze tardia, os proto-celtas invadiram a pennsula, enquanto os comerciantes fencios estavam estabelecendo colnias na costa andaluza.

Na Idade do Ferro, os celtas Hallstatt migraram para a Iberia ocidental e central, onde as lnguas celtas foram faladas at a poca romana. Os bascos mantm sua lngua neoltica ao longo dos tempos at hoje, embora a rea onde falada encolheu consideravelmente. Antes da conquista romana, seu precursor, a lngua aquitana, falava da Cantabria ao norte de Arago e na maior parte da Gasconha na Frana. A gentica pode nos dizer se as pessoas nessas antigas regies de lngua basca foram progressivamente superadas por seus vizinhos, ou se a aculturao levou a uma mudana gradual da linguagem sem uma substancial substituio da populao.

Os romanos criaram muitas colnias na Ibria, especialmente ao longo da costa mediterrnea, na Andaluzia e na Extremadura. Isso tambm acontece de ser onde tipicamente linhagens cromossmicas romanas como haplogrupos R1b-U152 so as mais comuns na Iberia hoje.

No sculo 5, o Suebi, uma tribo germnica do sudoeste da Alemanha, estabeleceu um reino no noroeste da Iberia e parece ter tido um impacto gentico particularmente importante em comparao com outros conquistadores. Hoje em dia, a Galiza, Astrias, Leo e o norte de Portugal receberam mais mistura germnica do que qualquer outro ibrico, alm dos catales. O impacto gentico dos vndalos e dos visigodos no bem compreendido no momento, mas parece ter sido mais limitado.

A ocupao rabe da Iberia durou cerca de 800 anos e certamente deixou alguns vestgios no grupo gentico ibrico, embora estudos anteriores no tenham sido capazes de distingui-lo claramente do DNA fencio ou judaico.

Objetivo e Metodologia

Para determinar os limites entre as regies genticas propostas da Iberia, tomamos em considerao as divises histricas e lingusticas, j bem refletidas pelas regies autnomas.

O pas vasco histrico, incluindo a Navarra, foi dividido entre o corao basco e a periferia onde o basco costumava ser falado.

Algumas regies autnomas foram divididas em duas para refletir diferenas nos dialetos locais. Este o caso do norte de Arago (Huesca), onde falado o dialeto dos peruanos de Gascon (ou arans) de occitano, e o basco j falou.

Leon foi separado da antiga Castela e anexado s Astrias, em vez disso, pois compartilham a lngua Astur-Leonese. Os habitantes de Nova Castela tradicionalmente falam um dialeto do castelhano do norte, enquanto os de La Mancha falam um dialeto do castelhano do sul. A Andaluzia tambm possui duas zonas de dialetos.

O objetivo do projeto confirmar se os limites genticos propostos so corretos e redefini-los, se necessrio, com base nos dados genticos reais coletados dos participantes em cada regio.

Propostas regies genticas de Espanha e Portugal

Nossa pesquisa preliminar indica que pelo menos 28 reas da Iberia podem ter diferenas genticas distintas.

Propostas regies genticas de Espanha e Portugal - One Family One World DNA Project
  • Alentejo
  • Algarve
  • Arago
  • Astrias e Leo
  • Aores
  • Baleares
  • Corao Basco
  • Periferia Basca
  • Vidro
  • Canrias
  • Cantabria
  • Catalunha
  • Douro-Minho
  • Extremadura
  • Extremadura
  • Galiza
  • Huesca
  • La Mancha
  • La Rioja
  • Madeira
  • Madrid
  • Murcia
  • Nova Castela
  • Andaluz do Norte
  • Castela antiga
  • Andaluzia do Sul
  • Trs-os-Montes
  • Valncia

Quem pode participar?

O projeto One Family est aberto a todos em todo o mundo e tem duas partes.

  • 1. Para construir uma rvore genetica de todas as pessoas de todo o mundo, independentemente de onde sua famlia venha.
  • 2. Construir uma degradao gentica regional da ascendncia dentro dos pases, semelhante ao "Projeto Peoplamento das Ilhas Britnicas". Esta parte do projeto est procura de pessoas com os quatro avs nascidos dentro de 80km (50mi) uns dos outros dentro de nossas reas de interesse do projeto.

Voc pode se juntar ao fazer o upload do seu genoma gratuitamente, se voc j testou isso com o Living DNA ou outra empresa (23andMe, AncestryDNA, MyHeritage ou FTDNA Family Finder). Se voc se qualificar para a segunda parte do projeto e no tem resultados de DNA para carregar de graa, ento voc receber um desconto especial em um teste de DNA vivo, se desejar participar.

Voc pode se juntar ao One Family One World Project aqui.

Veja tambm

Histria gentica dos ibricos

Histria gentica dos ibricos


Copyright © 2004-2022 Eupedia.com All Rights Reserved.